Dióxido de carbono: o que é e quais seus efeitos no planeta

Dióxido de carbono: carros emitindo gás

Quer saber mais sobre o dióxido de carbono? Então você está no lugar certo. Na matéria de hoje vou explicar o que ele é, como se dá sua emissão e o que fazer para diminui-la e evitar o aquecimento global.

Este é um dos principais gases de efeito estufa. Se não fizermos nada para reduzir as emissões de dióxido de carbono, haverá consequências desastrosas para o planeta. Precisamos saber como parar o aquecimento global antes que seja tarde demais.

A boa notícia é que há muitas coisas que você pode fazer para reduzir sua pegada de carbono e ajudar a prevenir o aquecimento global. Se todos fizermos um esforço, podemos enfrentar as mudanças climáticas e preservar nosso planeta para as gerações futuras.

O que é o dióxido de carbono

O dióxido de carbono é um gás que é criado quando o carbono e o oxigênio se combinam. O gás é incolor, mas está presente na atmosfera da Terra. Também está presente em líquidos e sólidos, como gelo seco e calcário. Isso ocorre porque ele existe em equilíbrio com o ácido carbônico, que dissolve o carbonato de cálcio.

Ele desempenha um papel na produção de alimentos para a vida das plantas. As plantas usam a luz solar para produzir seu alimento por meio da fotossíntese e precisam desse gás para sobreviver. Como as plantas são uma fonte primária de alimento para humanos e outros animais, sendo importante para toda a vida na Terra.

Explicação química

O dióxido de carbono (fórmula química CO2) é um gás incolor com densidade cerca de 60% maior que a do ar seco. Ele consiste em um átomo de carbono covalentemente ligado a dois átomos de oxigênio. Ocorre naturalmente na atmosfera da Terra como um gás traço. A concentração atual é de cerca de 0,04% em volume partes por milhão (ppm), tendo subido dos níveis pré-industriais de 280 partes por milhão (ppm).

Como é gerado o dióxido de carbono

Esse gás é emitido por processos naturais, como respiração e erupções vulcânicas, e por atividades humanas, como desmatamento, mudanças no uso da terra e queima de combustíveis fósseis.

Ele é um gás natural em nossa atmosfera. Plantas e animais o liberam quando respiram, e ele é liberado pela decomposição de resíduos orgânicos. O dióxido de carbono também é emitido da crosta terrestre devido a erupções vulcânicas e outros processos geológicos. No entanto, essas emissões “naturais” não aumentam significativamente a quantidade acumulada em nossa atmosfera porque as plantas absorvem tanto quanto liberam.

As emissões geradas pela atividade humana são o principal motor das recentes mudanças climáticas. Estamos o adicionando na atmosfera a uma taxa mais rápida do que as plantas podem removê-lo, aumentando a concentração desse gás que retém o calor em nossa atmosfera.

Quais os efeitos do dióxido de carbono na saúde humana?

A quantidade de dióxido de carbono na atmosfera vem aumentando constantemente há décadas, levando a preocupações sobre como esses níveis elevados podem afetar a saúde humana.

Um dos pontos mais preocupantes é que ao ser inalado em grandes ele causa problemas respiratórios, como hiperventilação e asfixia. Além disso, ele pode entrar na corrente sanguínea fazendo o pH do sangue aumentar, o que torna o sangue mais ácido do que o normal. Um aumento na acidez do sangue pode ser prejudicial ou fatal se continuar por muito tempo, levando a espasmos musculares, fraqueza e confusão

Perigos potenciais

Embora o dióxido de carbono em si seja inodoro e incolor, pode ser perigoso quando inalado em grandes quantidades. Em altas concentrações, o CO2 pode levar à asfixia, deslocando o oxigênio do ar e impedindo a respiração eficaz.

Além de seu potencial de asfixia, a exposição ao gás pode causar outros efeitos adversos à saúde humana. De acordo com uma revisão da literatura de 2015 publicada na ​Current Opinion in Pulmonary Medicine​, a inalação prolongada de altas concentrações de CO2 (> 10%) pode prejudicar a função cardiovascular e neurológica.

Toxicidade

Embora a toxicidade do CO2 em si não seja considerada uma condição médica, a exposição a altos níveis de dióxido de carbono pode causar uma condição conhecida como hipercapnia – um acúmulo excessivo de CO2 que faz com que os níveis de pH do sangue caiam (uma condição conhecida como acidose). Os sintomas associados à hipercapnia podem

O que fazer para diminuir a emissão de dióxido de carbono?

Conheça abaixo algumas coisas que você pode fazer para diminuir a emissão do CO2.

1. Plante uma árvore

Plantar árvores é uma das maneiras mais fáceis e eficazes de reduzir a emissão de gases. As árvores absorvem o CO2 e o convertem em oxigênio. Com o aumento das temperaturas globais e a poluição do ar, já cortamos árvores em grande escala. Você pode plantar árvores em seu jardim ou em qualquer área próxima que tenha espaço aberto, ou simplesmente apoiar organizações que adotaram essa iniciativa fazendo doações.

2. Reduzir a poluição da água

A poluição da água é uma das principais causas do aquecimento global, pois libera gases de efeito estufa na atmosfera, aumentando assim o nível de concentração de CO2 no meio ambiente. Reduzir a poluição da água nos ajudará a preservar nosso ecossistema e ajudará a reduzir as emissões de carbono.

3. Utilizar outros modais de transporte

A poluição dos veículos também é uma das principais causas do aquecimento global. Se você puder caminhar ou pedalar para o trabalho, isso não apenas ajudará você a se manter saudável, mas também ajudará a reduzir a poluição do ar. Se isso não for possível, tente carona com seus amigos ou colegas para que você não precise levar vários veículos para cada viagem. Você também pode escolher o transporte público em vez de carros particulares, pois são menos poluentes e, se quiser viajar de carro.

Espero que nossa matéria tenha ajudado você a entender mais sobre o dióxido de carbono. Em caso de dúvidas, deixe seu comentário e terei prazer em responder.

Leo Cruz

Especialista em criar aquilo que um dia você vai procurar no Google. Interessado em créditos de carbono, mercado ESG e como criar um planeta mais sustentável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

O que significa sustentabilidade? Entenda! Qual a diferença entre efeito estufa e aquecimento global?